Como cuidar da sua mente durante a pandemia

Atualmente, nos deparamos com algo totalmente imprevisível e fora do nosso controle: a pandemia da Covid-19 e isolamento social. Com isso, as pessoas criaram uma dificuldade muito grande de lidar com as emoções e identificar o que está acontecendo consigo mesmo.

Devido a quebra de rotina, as pessoas não souberam lidar com a criação de uma nova e a ansiedade, que muitas das vezes já estava camuflada, começou a tomar forma. Além disso, gerou um grande estresse e em casos mais profundos, a depressão.

A privação de liberdade causa um vazio, perda do controle da vida, perda de momentos de lazer e essas sensações desencadeiam as doenças mentais. Por exemplo, os idosos que estavam mais acostumados a sair, se veem presos e por mais importante que seja as medidas de segurança, o processo ainda é muito sofrido.

O ideal é procurar algumas maneiras de reinventar. Com o auxílio da internet, tem algumas soluções. Por exemplo, chamadas de vídeos com amigos e familiares, lives, aulas de exercícios físicos, entre outras atividades. Por mais que não seja a mesma coisa, precisamos de novas formas de interagir, caso o contrário, pode gerar o sentimento de solidão ou depressão.

Apesar de não existir receita mágica, sabe-se que é necessário inovar para manter o contato, visualizar a antiga rotina e saber quais tópicos consegue reinventar. Com isso, os dias vão ficando mais fluídos e mais tranquilos. Lembrando que o ócio é tão importante para refletir e pensar um pouco quanto se manter em movimento, fazendo atividades físicas, aprendendo algo novo e outras maneiras.

É importante lembrar que em todos os casos descritos durante o mês, é preciso buscar ajuda profissional. Você pode entrar em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV), ligue 188, a conversa será gratuita e sigilosa.