Radiografia Digital com laudo em 24h

 

O que é?

Radiografia é um exame de imagem que utiliza radiação ionizante chamada de raios X assim como a tomografia computadorizada. As radiografias digitais são obtidas através de um tubo e um detector, que transforma os feixes de raios X absorvidos em um sinal elétrico, que por sua vez é convertido em imagem digital por um computador específico onde pode ser ajustada para melhorar a qualidade para então ser impressa em um filme radiográfico ou transferida para dispositivo de mídia ou outro computador permitindo seu armazenamento digital.

Várias regiões anatômicas do corpo podem ser avaliadas com esta modalidade de diagnóstico por imagem e seus diferentes tecidos irão determinar o tipo de imagem da radiografia.

A radiografia não causa nenhum tipo de dor ou desconforto físico, é um exame rápido e de fácil realização sem necessidade, na maioria das vezes, de preparo especial.

Quando fazer o exame?

A radiologia digital é indicada quando é preciso agilidade e precisão nos laudos dos exames. Ela permite detectar de fraturas ósseas a patologias complexas, como câncer, acidente vascular cerebral (AVC), entre outras. Afinal, ela pode ser usada em diversos exames de imagem, tais como:

  • radiografias (seja no raio-X normal, usado em mamografias, ou em raios-X com contraste);
  • tomografias computadorizadas;
  • exames de medicina nuclear (solicitados quando é preciso avaliar a função de tecidos e órgãos), entre outros.

Como é realizado o exame?

Para o paciente que precisa fazer uma radiografia, por exemplo, o processo de realização de uma radiografia computadorizada (CR, na sigla em inglês) convencional é o mesmo de uma radiografia digital. O que muda é o menor uso de radiação e modo como as imagens são captadas (com o auxílio de um sensor) e, em seguida, digitalizadas.

Quando ficam prontas, as imagens são armazenadas em um banco de dados on-line, junto aos dados dos respectivos pacientes. Vale destacar que as imagens digitais têm melhor qualidade de resolução e nitidez do que nas feitas com filme fotográfico usado na radiologia convencional.

Além disso, as imagens digitais podem ser vistas e manipuladas de diversas formas (para medições, inversões nas escalas de contraste, reconstrução em 3D e 4D e ajustes de zoom em detalhes). Depois, pode ser observadas, diretamente, na tela dos computadores — sem a necessidade de serem impressas. Tudo isso facilita e agiliza a realização do diagnóstico, bem como permite análises mais assertivas.

Preparo

  • Não há necessidade de jejum;
  • Objetos de metal que estejam sobre a área de estudo devem ser retirados;
  • Por utilizar radiação ionizante, a realização do exame de radiografia deve ser evitada em pacientes grávidas, salvo situações clínicas bem específicas e indicadas pelo médico.