Tratamentos de Feridas e Curativos Especiais

O que é?

O tratamento para feridas pode ser considerado um processo complexo na área da saúde, pois envolve fatores únicos que acabam variando de paciente para paciente. Em casos como esses, cabe a um especialista escolher o tipo de tratamento para feridas para cada pessoa e aliá-lo a curativos especiais.

O tratamento para feridas aliado ao uso correto de curativos especiais pode agilizar a cicatrização, diminuir a dor e ainda evitar internações hospitalares. Os curativos especiais também não necessitam ser trocados com frequência, o que proporciona mais conforto para os pacientes.

Quando fazer o exame?

Quando falamos em tratamento de feridas, é primordial avaliar o aspecto da lesão para, então, optar pelo melhor tratamento.

As feridas podem ser:

– Limpas: com bordas regulares, sem inchaço ou vermelhidão;

– Contaminadas: aquelas que entraram em contato com agentes contaminantes, como terra, sujeira ou saliva de animais

– Infectadas: as que já estão em processo de infecção, com sangramento abundante, secreção purulenta e calor no local afetado.

É importante, também, avaliar o que causou a ferida. Em algumas situações (como feridas diabéticas ou úlceras vasculares), é preciso tratar a origem da lesão para que a cicatrização evolua positivamente.

Como é realizado o exame?

Com soro fisiológico em jato e o auxílio de uma gaze, limpamos cautelosamente a lesão, cuidando para não esfregar com força. Na sequência, posicionamos a Membrana Regeneradora Porosa sobre a ferida, de forma que exceda 1 cm os bordos da lesão (em pele íntegra). Cobrimos a membrana com gaze para que o excesso do exsudato seja absorvido e enfaixamos com uma atadura de crepe para que a gaze se mantenha fixa.

Troque esse curativo secundário sempre que estiver saturado (úmido), limpando a lesão com soro fisiológico sem retirar a membrana.

Preparo

Sempre lave as mãos antes de iniciar o curativo e calce luvas descartáveis.

Com soro fisiológico em jato e o auxílio de uma gaze.