Urofluxometria

 

O que é?

A urofluxometria é um exame urológico. Este permite estudar e avaliar a velocidade do fluxo urinário (rapidez com que a urina é expelida) e o volume de urina eliminada durante a micção.
Através deste exame é possível recolher os valores dos seguintes parâmetros:
• O tempo necessário para começar a urinar;
• A força do jato urinário e a continuidade do fluxo urinário;
• A quantidade de urina expelida (em ml);
• O tempo que demora a esvaziar a bexiga.

Quando realizado o exame este permite medir o fluxo urinário (volume de urina que passa pela uretra numa unidade de tempo) e que é expressa em ml/s. O fluxo urinário é uma das variáveis do ato miccional, sendo que pode ser analisada de uma forma simples, visualmente, de uma forma não rigorosa.

Quando fazer o exame?

A urofluxometria é um meio complementar de diagnóstico e terapêutica (MCDT) que é realizado com frequência na prática clínica, geralmente requisitado por médicos urologistas (especialistas em urologia). O exame é indicado no estudo de diversas patologias (ou doenças). Por outro lado, este exame permite avaliar o resultado do paciente após uma operação permitindo assim tomar medidas para uma rápida evolução do paciente. Algumas particularidades deste exame é que ele é de fácil acesso às pessoas, ou seja, ele é um exame barato. Além disso, não é um exame invasivo que facilita o conforto para o paciente evitando o uso de sonda.

Como principais sinais e sintomas que levam à realização do exame, podemos referir:
• Dor pélvica;
• Dor ao urinar;
• Incontinência urinária (perdas involuntárias de urina);
• Aumento na frequência das micções (idas frequentes à casa de banho);
• Vontades súbitas (urgentes) em urinar;
• Dificuldades no início e durante as micções;
• Dificuldade em esvaziar completamente a bexiga.

Como é realizado o exame?

A parte principal deste exame são os sensores acoplados a um recipiente, que recolhe a urina e transmite as informações a um computador. A privacidade do paciente é garantida no procedimento.

Para que o exame possa fazer uma análise fidedigna, é preciso que a micção aconteça de forma natural. Para isso, é recomendado que o paciente beba bastante água para facilitar no momento do exame.

Os sensores enviam os parâmetros para o computador. Gráficos são gerados apresentando o fluxo urinário a cada segundo.

Além disso, o exame também analisa:

  • quantidade da urina expelida (em ml);
  • força do jato urinário;
  • tempo para o esvaziamento da bexiga.

O exame não consegue calcular o resíduo pós-miccional. Em alguns casos, o urologista também pode solicitar uma ecografia para analisar a quantidade de urina não expelida.

Preparo

O preparo para a urofluxometria é bem simples. o paciente terá somente que ingerir bastante água para que haja a vontade de urinar normalmente. Isso é uma parte muito importante do exame. O paciente não pode estar com uma vontade além do normal, pois o fluxo da micção pode ser alterado e o resultado pode não ser satisfatório para o diagnóstico.

É importante salientar que a urofluxometria é indolor e pode ser realizado por pessoas de todas as idades, com ou sem limitações. O exame dura poucos segundos, e o paciente está liberado após sua realização.